Saturday, May 13, 2017

Morre sociólogo Antonio Candido

Morre o sociólogo fluminense Antonio Candido de Mello e Souza, na sexta-feira,12,  em São Paulo (SP), aos 98 anos. 

Considerado um dos mais importantes e influentes críticos literários brasileiros, Candido é autor de livros como Introdução ao Método Crítico de Silvio Romero (1944), Formação da Literatura Brasileira (1959) e Literatura e Sociedade (1965).

Candido começou a escrever críticas literárias em 1940, na revista Clima. Em 1943, foi convidado a assinar críticas na então Folha da Manhã (hoje Folha de S. Paulo) e no Diário de S. Paulo. Seus textos são marcados pela clareza e linguagem comum ao jornalismo e também pela profundidade acadêmica.

Publicado em 1945, seu primeiro livro foi Brigada Ligeira. A obra reuniu artigos de sua coluna semanal na Folha da Manhã, com críticas a obras de autores como Oswald de Andrade e os então iniciantes Clarice Lispector, Fernando Sabino e João Cabral de Melo Neto.

Além do trabalho como escritor e crítico literário, Antonio Candido também atuou como professor. Deu aulas de literatura brasileira na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis (hoje parte integrante da Universidade Estadual Paulista) e de teoria literária e literatura comparada na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP).

Em 1998, recebeu o Prêmio Camões, considerado o mais importante da língua portuguesa. Também foi o primeiro brasileiro a receber, em 2005, o Prêmio Internacional Alfonso Reyes, referência na América Latina e que já premiou escritores como Jorge Luiz Borges, André Malraux, Octavio Paz e Harold Bloom, entre outros.

O ministro da Cultura, Roberto Freire, manifesta sinceros sentimentos de pesar à família, amigos e admiradores de Antonio Candido. 

No comments: