Monday, June 26, 2017

Brazil's Independent Games Festival

Possibilidade de ver, jogar, conhecer profissionais do setor e ainda fazer negócios. A quinta edição do Brazil's Independent Games Festival, mais conhecido como BIG Festival. Evento teve início  tem sábado (24/6), em São Paulo, e segue com programação até 2 de julho. Considerado o terceiro maior festival de jogos independentes do mundo e o maior da América Latina, o BIG terá, em 2017, o apoio e a participação do Ministério da Cultura. 

A expectativa dos organizadores é que o evento supere o sucesso da edição do ano passado, que teve a participação de mais de 18 mil pessoas e quando foram fechados cerca de US$ 2 milhões em negócios no evento, além da projeção de US$ 20,7 milhões para os 12 meses seguintes. 

Com entrada gratuita, o público poderá contar com 140 palestras nacionais e conhecer 45 jogos finalistas em que estarão em exposição. Há ainda atividades exclusivas para profissionais da área, que são pagas e incluem rodadas de negócios. 

Parte dos jogos em exposição concorre a uma premiação internacional que irá eleger os melhores do ano em 11 categorias. São elas:  Melhor Jogo; Melhor Jogo Brasileiro; Melhor Jogo da América Latina; Melhor Jogo Educacional ou de Impacto Social; Melhor Jogo de Realidade Virtual; Melhor Arte; Melhor Narrativa; Prêmio Inovação; Melhor Som e Melhor Gameplay.  Os vencedores serão anunciados no dia 29 em cerimônia de premiação.

Thursday, June 22, 2017

Agualusa vence Dublin Literary Award

Livro indicado pelo MinC é vencedor do International Dublin Literary Award

O livro Teoria Geral do Esquecimento, do escritor angolano José Eduardo Agualusa, ganhou o prêmio literário internacional DUBLIN (International Dublin Literary Award), no valor de 100 mil euros. A obra foi indicada pela Biblioteca Demonstrativa Maria da Conceição Moreira Salles (BDB), administrada pelo Departamento de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB) do Ministério da Cultura (MinC). O anúncio foi feito nessa quarta-feira (21).

Esta é a primeira vez que um autor africano é contemplado. Além da indicação brasileira, a obra também foi recomendada por duas bibliotecas portuguesas (Municipal de Oeiras e a Municipal do Porto) e uma croata (Gradska Knjiznica Rijeka). 

Sobre o livro

Teoria Geral do Esquecimento conta a história de Ludovica, ou Ludo, que ergue uma parede separando seu apartamento do resto do edifício onde vive, ficando isolada por vários anos. Rodeada por livros e na companhia de um cão, Ludo vê-se cercada por histórias aparentemente desconexas, que mais tarde baterão à sua porta na forma de muitos personagens, feitos de carne e osso, mas que poderiam ser habitantes de um sonho. "É um livro de ficção que joga com a memória, o esquecimento e a construção de novas identidades", destaca o autor. 

Wednesday, June 21, 2017

3 mostras no Museu Alfredo Andersen



O Museu Alfredo Andersen abre três novas exposições neste mês de junho. As mostras abrem no dia 28 (quarta-feira), às 18h, e permanecem em exposição até o dia 30 de julho. A entrada é gratuita. 

“Degrada Urbe”, de Enir Mendes, é uma obra em construção, e traz à tona o mundo do consumo excessivo visto sob outra perspectiva. A mostra é composta por objetos tridimensionais e divide-se em duas séries: uma intitulada “Trabalho” e outra chamada “Sem-Teto”. A primeira traz um olhar sobre o fazer coletivo e anônimo, em objetos desperdiçados. A segunda é composta por objetos e materiais reutilizados e abandonados por moradores de rua. 

“Passo: em terra”, de Gustavo Malucelli, é uma instalação que aborda diversos aspectos da terra. A busca da raiz é a motivação do trabalho. A exposição evita mostrar a terra apenas como espaço de cultivo, produção ou morada, mas aborda também aspectos simbólicos, dentro da perspectiva do sagrado ou do místico. 

“Risco, Incerteza e Lucro”, de Luiz Postal, apresenta quadros que trazem um visual volátil, incômodo e inseguro da atualidade frágil e permeada por pós-verdades. Segundo o artista, a intenção da mostra é causar desconforto e perturbação, com imagens propositalmente desconcertantes que ilustram o sugestivo desconforto ansioso e latente da incerteza que nos cerca. Designer e artista visual, sua linguagem, descrita como “patologicamente melancólica”, resulta em composições visuais absurdas e contemporâneas. 

SERVIÇO: 

Exposições “Passo: em terra”, “Degrada Urbe” e “Risco, Incerteza e Lucro” 
no Museu Alfredo Andersen. 

Data: 28 (quarta-feira). 
Horário: 18h. 
Período expositivo: até 30 de julho. 
Entrada gratuita.
Curitiba, Paraná

Monday, June 19, 2017

Exposição "80 Anos do IPHAN"

Estão em cartaz no Paço Imperial, no Rio de Janeiro, as exposições Bastidores da Criação – Arte aplicada ao Carnaval e Marcel Gautherot - Brasil: tradição, invenção. Abertas ao público até o dia 20 de agosto, as mostras integram as comemorações dos 80 anos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC). 
Marcel Gautherot

A curadoria da exposição Bastidores da Criação – Arte aplicada ao Carnaval foi feita pelo carnavalesco Leandro Vieira e por técnicos do Núcleo de Educação Patrimonial do Iphan do Rio de Janeiro. 

"A mostra busca ilustrar para o público a existência de uma produção artística que nem sempre é difundida de forma eficiente. O desfile em si é muito conhecido, mas os bastidores não. A ideia é apresentar o alto nível artístico produzido para um espetáculo reconhecidamente brasileiro tão bem definido como a tal Ópera Popular", afirma Vieira. Em estilo making off, a equipe do Iphan produziu um vídeo mostrando os saberes do carnaval concebidos pelos operários do samba" Disse Leandro. 

A exposição Marcel Gautherot – Brasil: tradição, invenção é a maior mostra das obras do fotógrafo francês já exibida no Brasil. As fotografias expostas fazem parte do acervo do Instituto Moreira Salles (IMS). Em parceria com o Iphan, o IMS leva ao Paço Imperial mais de 300 imagens representativas da diversidade temática e da qualidade estética desenvolvida por Gautherot ao longo de sua carreira no Brasil. Mostra tem curadoria de Samuel Titan Jr . 
  

Serviço

Horário: De terça a domingo, das 12h às 19h
Local: Paço Imperial - Praça XV de Novembro, 48 - Centro 
Rio de Janeiro – RJ
Entrada franca

Saturday, June 17, 2017

Cultura e sabedoria japonesa

Cultura e sabedoria japonesa ajudaram o Paraná a se tornar uma potência, disse governadora em exercício Cida Borghetti. 
Foto: Maurício Cardim



São milhares de produtos que serão avaliados por uma comissão julgadora e premiados de acordo com a qualidade ou excentricidade. Simultaneamente, é realizado o VI Simpósio Agroinovatec, um ciclo de palestras e debates sobre tecnologias inovadoras para a agricultura, direcionado a produtores rurais, estudantes e a comunidade em geral. 

ATRAÇÕES – Instalada em uma área de mais de 5 mil metros quadrados, a Expo Japão 2017 oferece uma variedade de atrações, como a Cerimônia do Chá, Taikô (tambores japoneses), Bon-Odori (dança tradicional), Yosakoi Soran (dança contemporânea), Ikebana, bonsais, artes marciais, Matsuri Dance, Desfile de Cosplay, Espaço Mundo Nerd e feira gastronômica. Mais de 40 grupos artísticos e culturais vão se apresentar na festa.

O evento também abriga duas exposições, uma do artista plástico Carlos Kubo, radicado em Londrina, e outra que celebra os 40 anos do Acordo de Irmandade entre as cidades de Londrina e Nishinomiya, no Japão.  Cida  perticipou, em Londrina, no Norte do Estado, da Expo Japão 2017, o maior evento de promoção e divulgação da cultura japonesa no Norte do Estado. 

EXPOSIÇÃO AGRÍCOLA – Outro evento que faz parte da programação da Expo Japão é a 56ª Exposição Agrícola da ACEL. A mostra conta com o apoio do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e expõe os principais produtos cultivados pelos agricultores nipo-brasileiros da região de Londrina.