Monday, February 19, 2018

Iberbibliotecas abre inscrições para Ajudas 2018

Estão abertas até 13 de abril as inscrições para o Concurso de Ajudas do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas (Iberbibliotecas), voltado a bibliotecas públicas e comunitárias dos países e cidades membros – Brasil, Chile, Costa Rica, Espanha, México, Paraguai, Peru, Buenos Aires (Argentina) e Medellín (Colômbia). 

O concurso visa consolidar as bibliotecas públicas como espaços de livre acesso à informação e à leitura, além de contribuir para a inclusão social e a qualificação da educação e do desenvolvimento. Os projetos contemplados receberão uma ajuda de até US$ 14 mil (se apresentado por uma entidade) e até US$ 28 mil (se apresentado por dois ou mais membros). Os recursos vêm da contribuição anual dos países e cidades membro do Iberbibliotecas. O Ministério da Cultura brasileiro (MinC) investe anualmente o equivalente a US$ 90 mil no programa.

Esta é a sexta edição do Concurso de Ajudas, que já apoiou 51 projetos nos países e cidades membros. O Brasil aderiu ao Iberbibliotecas desde 2012 e, desde então, 12 projetos brasileiros tiveram apoio do programa. Na primeira edição, foi contemplado o projeto para formação de agentes culturais de bibliotecas públicas do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Rio de Janeiro.  inscrições

Saturday, February 17, 2018

Festival da Canção começa no domingo,18

Festival da Canção começa no domingo,18, com 13 canções em competição, isso em Portugal

O processo de escolha do sucessor de Salvador Sobral para representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção começa no domingo, dia em que decorre a primeira semifinal do Festival da Canção, ao qual concorrem 26 temas.

Na primeira semifinal, marcada para domingo à noite no estúdio da RTP e que será emitida em direto na RTP1, RTP Internacional e RTP Play, competem 13 canções, das quais a estação pública divulgou excertos na segunda-feira.

No domingo competem os temas compostos por José Cid (interpretado pelo próprio), Diogo Clemente (Peu Madureira), Fernando Tordo (Anabela), Francisca Cortesão (Joana Barra Vaz), Janeiro (Janeiro), Jorge Palma (Rui David), JP Simões (JP Simões), Júlio Resende (Catarina Miranda), Benjamim (Joana Espadinha), Mallu Magalhães (Beatriz Pessoa), Nuno Rafael (Bruno Vasconcelos), Paulo Praça (Maria Amaral) e Rita Dias (Rita Dias).

A segunda semifinal está marcada para 25 de fevereiro, também no estúdio da RTP, em Lisboa, e a final decorre a 04 de março, em Guimarães. O vencedor do Festival da Canção, que regressou no ano passado como uma janela renovada, abrindo o concurso a compositores que nunca nele tinham participado, irá participar em maio no Festival da Eurovisão da Canção, que este ano se realiza em Lisboa. (Francisco Martins\Sapo.pt)

Sunday, February 11, 2018

Museu Nacional: homenageado no carnaval

Dinossauros, meteoritos, fósseis marinhos, plantas raras. Um retrato da nossa biodiversidade terrestre e marinha, verdadeira imersão nas ciências naturais e antropológicas, vai extrapolar as paredes do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, e chegar à Apoteose. 

RIO DE JANEIRO (BRASIL) - Na noite desta segunda-feira (12), a escola de samba Imperatriz Leopoldinense, integrante do grupo especial do Carnaval do Rio de Janeiro, levará ao sambódromo o enredo "Uma Noite Real no Museu Nacional". Em homenagem aos 200 anos do primeiro museu inaugurado no Brasil, o Museu Nacional, a escola promete proporcionar uma viagem fantástica pelo palácio que já foi morada de reis e rainhas e, em seguida, abriu as portas para a ciência.

Tombado desde 1938 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), o Museu Nacional é atualmente o maior museu de história natural e antropológica da América Latina.

Ao levar o tema para a festa mais popular do País, a Imperatriz Leopoldinense desperta a população para a importância dos museus para a preservação da memória nacional, da identidade, da história e da cultura brasileiras. 

O Museu Nacional foi criado por um decreto de Dom João VI, no dia 6 de junho de 1818. Nele, estava expresso que a educação, a cultura e a difusão da ciência seriam os objetivos da instituição. 

Apesar do tema muito bom, a Imperatriz Leopoldinense não conseguiu lograr êxito.  Beija-Flor é a campeã do carnaval 2018 do Rio

Com críticas ao "Brasil monstruoso", escola falou de corrupção e intolerância e levou seu 14º título. 

A escola fez um paralelo entre o romance "Frankenstein” e as mazelas sociais brasileiras. Corrupção, desigualdade, violência e intolerâncias de gênero, racial, religiosa e até esportiva formaram o cenário de "Brasil monstruoso". 

Thursday, February 08, 2018

Hilda Hilst será homenageada na Flip 2018

Foto: Fernando lemos
Uma das mais respeitadas escritoras da língua portuguesa, Hilda Hilst morreu há 14 anos, mas sua obra está mais viva do que nunca, atraindo a juventude e se espalhando por outros segmentos criativos, como o cinema, a música e a moda. O legado da escritora é administrado pelo Instituto Hilda Hilst, que faz parcerias para ampliar seu poder de realização e presta consultoria em produtos culturais.

 Hilda Hilst será a homenageada da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) deste ano, e a proposta do Instituto é criar uma casa inspirada na obra da escritora – um espaço para as diversas manifestações culturais e debates. A proposta foi apresentada, nesta quarta-feira, ao ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, pelo presidente do instituto, Daniel Fuentes, e pela atriz e produtora Ana Petta.

O Instituto Hilda Hilst faz uma gestão ativa e moderna do legado da escritora, buscando novas oportunidades para difusão da obra da autora. "Estamos sempre tentando novas parcerias.

O Instituto funciona na Casa do Sol, em Campinas, onde a escritora morou por anos, e preserva o seu acervo pessoal, com apoio do clube de assinaturas Obscena Lucidez. Também mantém programas de residência cultural e educativo.

Wednesday, February 07, 2018

exposição sobre Charles Darwin

Mostra retrata a vida e obra do naturalista e homenageia aniversário de 209 anos; exposição apresenta famosa viagem ao redor do mundo

O Museu de Zoologia da USP inaugurou a exposição ‘Charles Darwin: Evolução para todos’, sobre a história da teoria da evolução das espécies. A mostra retrata a vida e obra do naturalista e presta homenagem ao seu aniversário de nascimento (12 de fevereiro).

O naturalista britânico, nascido há 209 anos, ganhou fama com uma teoria sobre a evolução da vida. Ele propôs que a evolução das espécies acontece por meio de seleção natural e sexual. Logo, ganhou fama na comunidade científica.

O primeiro módulo da exposição traz a pergunta “Quem somos nós?”. A pergunta serve de base para apresentar a teoria evolutiva em comparação às explicações sobre a origem da vida que prevaleciam até o século 19.

O mundo de Darwin é explicado por meio de observações dos padrões da natureza. As ponderações são feitas a partir de registros fósseis, distribuição geográfica e o desenvolvimento de plantas e animais.
Outro módulo apresenta a vida e obra do cientista desde sua infância até os últimos anos de vida, em Londres. A mostra também inclui a famosa viagem ao redor do mundo. A coordenação da exposição é de Felipe Alves Elias. Charles Darwin: Evolução para todos é aberta ao público e faz temporada até o dia 25 de fevereiro.

As visitações acontecem de segunda a sexta-feira, das 10 às 17 horas, no Museu de Zoologia. A entrada é gratuita. (Direto Sala de Imprensa).