Monday, August 20, 2018

"O Gordo, o Magro e o Muro"

Espetáculo "O Gordo, o Magro e o Muro" terá apenas duas apresentações na Sala da Música do Multipalco Eva Sopher.  A montagem do espetáculo é inspirado na obra de Paul Auster tem mudanças no elenco e na encenação. Peça encerra mostra que comemora os 10 anos da Cia. In.Co.Mo.De-Te. 
Foto: Regina Peduzzi Protskof

O Gordo, o Magro e o Muro é uma releitura de Esperando Godot, de Samuel Beckett. Dois grandes ícones do cinema são transpostos para um lugar indefinido que pode ser o céu, a terra ou os campos elísios. Eles têm como tarefa construir um muro com 18 pesadas pedras. O trabalho a ser feito é constantemente vigiado e obriga que eles sejam eficientes em suas funções, que não é mais apenas fazer rir. 

Primeira montagem do grupo, o espetáculo estreou em 2008 com outro título - O Gordo e o Magro vão para o céu - e marcou o início da trilogia Da mão para a boca - formada ainda por DentroFora e A Vida Dele. 

Na adaptação da peça para as comemorações de aniversário de 10 anos da Cia In.Co.Mo.De-Te, Carlos Ramiro Fensterseifer passa a ter um novo colega de cena, Fábio Cuelli.  A peça recebeu quatro indicações ao Prêmio Açorianos, vencendo na categoria ator (Heinz Limaverde). (Fonte: Assessor de Imprensa - Léo Sant´Ann), 

Ficha técnica: Direção: Liane Venturella e Nelson Diniz; Elenco: Carlos Ramiro Fensterseifer e Fábio Cuelli; Iluminação: Nara Maia; Cena Sonora Original: Álvaro RosaCosta; Cenário: Rocco Rodrigo; Figurinos: Carlos Ramiro Fensterseifer.

Quando: 25/08, sábado, às 19h, e 26/08, domingo, às 18h. 
 Onde: Sala de Música do Multipalco Eva Sopher (Praça Marechal Deodoro, s/nº - Centro, Porto Alegre)

Quanto: R$ 50,00 - 50% de desconto para idosos, estudantes, pessoas com deficiência e sócios da Associação de Amigos do Theatro São Pedro. 
Duração: 60 minutos
Classificação etária: livre

Friday, August 17, 2018

Concurso Piano Princesse Lalla Meryem

Marrocos realiza concurso internacional de piano com prêmios de até 4 mil euros

Músicos de todo o mundo podem interpretar obras de várias nacionalidades – inclusive de grandes nomes da composição brasileira
Villa-lobos, um dos compositores que
deverá ser mais
interpretado no concurso

Estão abertas as inscrições para o 13º Concurso Internacional de Piano Son Altesse Royale La Princesse Lalla Meryem, que será realizado em Rabat, capital do Marrocos, entre 1º e 8 de novembro. A competição tem prêmios em euro e em moeda marroquina (o Dirrã), com valores de cerca de 450 até 4 mil euros.

A disputa aberta a pianistas de todas as nacionalidades, com idades entre 10 e 32 anos, completos até a data final do período de inscrições, para as duas categorias: Jovens pianistas e Virtuosismo. As inscrições para a primeira delas terminam no dia 31 de julho.  

Thursday, August 16, 2018

MinC apoia inclusão do cordel no currículo escolar


A literatura de cordel pode tornar-se parte do currículo obrigatório das escolas públicas brasileiras. O pleito, que tem apoio do Ministério da Cultura  foi apresentado pela Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC) ao Ministério da Educação (MEC) nesta quinta-feira (16). 

No encontro, na sede do MEC, em Brasília, a secretária-executiva do MinC, Claudia Pedrozo, manifestou o apoio do órgão para que o gênero literário seja apresentado e debatido nas salas de aula de todo o país. A secretária também anunciou que o MinC fará investimentos da ordem de R$ 100 mil para digitalização do acervo da ABLC, no Rio de Janeiro, que tem mais de 15 mil cordéis.

Patrimônio

O pedido da academia acontece em um ano especial para a literatura de cordel no Brasil. Em 2018, ano em que é lembrado o centenário da morte de Leandro Gomes de Barros, pai da literatura de cordel e autor de mil títulos do gênero, o estilo pode se tornar Patrimônio Imaterial do Brasil. 

Wednesday, August 15, 2018

Elifas Andreato: 50 anos de carreira

Elifas Andreato celebra 50 anos de carreira com livro de perfil bibliográfico

Artista gráfico, cenógrafo e ator, comemora 50 anos de carreira lançando o livro "Traços e Cores". Obra reúne mais de 600 reproduções de obras de sua autoria, criações das mais variadas épocas e segmentos. 

Com 416 páginas, livro destaca emblemáticas capas de LP's feitas para figuras do porte de Adoniran Barbosa, Chico Buarque, Elis Regina, Martinho da Vila e Clementina de Jesus, contextualizando os momentos históricos de cada uma das obras e explicitando ao público a motivação de cada uma delas.

Livro traça um perfil bibliográfico de Andreato, além de comentários de personalidades tipo Chico Buarque, Paulinho da Viola, Juca de Oliveira, Antonio Cândido e outros nomes que fizeram parte da história do artista. O livro está disponível nas livrarias da cidade de São Paulo ao custo de R$ 50. (Francisco martins). 

Saturday, August 11, 2018

Dia da Pintura: 11 de agosto

A técnica de aplicação de pigmento em condição pastosa, em pó ou líquida sobre superfícies, utilizada dos tempos mais remotos do homem aos dias atuais, comemora, neste sábado (11), o seu dia. 
Reportagem de Francisco Martins com
AgênciaFM, sobre artistas paulista
Almeida Júnior

E merecidamente. Graças à pintura, mundos em tons, cores e formas variadas ganharam vida ao longo da história em clássicos assinados por grandes nomes como Michelangelo, da Vinci, Renoir, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti.

Surgida em imagens pré-históricas de até 65 mil anos atrás, algumas delas atribuídas a neandertais, a prática da pintura ocupa um lugar permanente no processo criativo humano pelo menos desde as remotas ocupações da Caverna de Altamira, na Espanha. Patrimônio Mundial da Unesco, o local é conhecido como a "Capela Sistina da Arte Rupestre" em função da qualidade e beleza de suas pinturas.

Comum entre os antigos egípcios, a pintura também foi uma das principais formas de representação dos povos medievais, do Renascimento e dos séculos seguintes. No Brasil, tem entre seus grandes expoentes desde os pioneiros e anônimos da arte rupestre na Serra da Capivara a autores mais recentes, como Portinari e Siron Franco.