Wednesday, February 22, 2017

China quer investir na cultura do Brasil

Ministro chinês quer estreitar laços culturais com o Brasil. Em visita, Yang Zhijin  quer estimular a criação de Museus, literatura, bibliotecas e artes visuais

Foto: Acácio Pinheiro

Durante a reunião, Yang Zhijin enfatizou que a China quer estimular o intercâmbio entre grupos artísticos, estudiosos e empresários da área cultural e entre museus e bibliotecas. Também falou sobra a importância de haver cooperação na área de traduções de obras entre os dois países. O secretário-executivo brasileiro pontuou que o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a Fundação Biblioteca Nacional (FBN), entidades vinculadas ao MinC, têm interesse em avançar na cooperação com as contrapartes chinesas.

Outro tema em pauta foi a Bienal Internacional de Arte Curitiba, que conta com o MinC como principal parceiro e neste ano terá a China como país homenageado. "Sabemos que a Bienal é uma das mais importantes do Brasil e ficamos honrados em poder participar", afirmou Zhijin. O evento será realizado de 30 de setembro deste ano a 25 de fevereiro de 2018 no Museu Oscar Niemeyer, na capital paranaense.

Além do vice-ministro da Cultura da China, do secretário-executivo e do secretário de Articulação e Desenvolvimento Institucional do MinC, participaram da reunião o diretor do Departamento de Promoção Internacional da pasta, Adam Jayme Muniz, a diretora do Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores, Paula Alves de Souza, e representantes do governo chinês. 

No comments: