Tuesday, January 10, 2017

Morre Zygmunt Bauman, aos 91

Zygmunt Bauman morreu na cidade inglesa de Leeds, na segunda-feira, 9, sendo definido como um dos nomes-chave "para se entender o século XX" e criador do conceito da "modernidade líquida".
O autor de "A sociedade sitiada" morreu "na sua casa de Leeds, junto à família", anunciou a socióloga polaca Aleksandra Kania, antiga colaboradora de Bauman Zygmunt Bauman trabalhava como sociólogo e era professor emérito na Universidade de Leeds, no Reino Unido, onde deu aulas durante mais de 30 anos, construindo uma obra caracterizada por uma visão crítica da sociedade pós-moderna e globalizada.
Bauman nasceu em Poznan, na Polônia, em 19 de novembro de 1925, no seio de uma família judia. Em 1939, com o início da II Guerra Mundial, mudou-se para a antiga União Soviética, em fuga às forças nazis de Hitler.
Entre outras distinções, Bauman foi galardoado com o prêmio Amalfi de Sociologia e Ciências Sociais (1992), o prémio Theodor W. Adorno (1998) e venceu ainda o prêmio Príncipe das Astúrias de Comunicação em 2010.
Último livro

No seu último livro publicado no final de 2016, "Estranhos batendo à porta", ele faz uma  analise do impacto das atuais vagas migratórias. (AgênciaFM com Agência Lusa). 

No comments: