Friday, January 13, 2017

Morre William Peter Blatty

O escritor William Peter Blatty, famoso a nível mundial por "O Exorcista, faleceu na quinta-feira,12, aos 89 anos.

O escritor ganhou depois um Óscar com a adaptação ao cinema da obra que lhe deu fama mundial. 

A notícia foi dada nas redes sociais pelo realizador William Friedkin, o realizador do filme de culto: “William Peter Blatty, querido amigo e irmão que criou "O Exorcista", faleceu ontem,12".

William Peter Blatty era o último sobrevivente de um trio de escritores responsáveis por obras cujas adaptações ao grande ecrã resultaram em filmes decisivos na revolução do cinema norte-americano dos anos 70: os outros foram Mario Puzo, da saga "O Padrinho", e Peter Benchley, que escreveu "Tubarão".

O escritor teve muitos roteiros para o cinema, o romance sobre dois padres jesuítas encarregues do realizar o exorcismo de uma jovem possuída pelo demônio foi publicado em 1971 e de imediato foi considerado um dos títulos maiores do terror, mantendo-se na lista dos mais vendidos do Ney York Times durante 57 semanas. Uma versão final do realizador foi lançada em vídeo a 25 de outubro de 2016.

O primeiro argumento foi para "O Homem do Diners' Club" (1963) e depois deu-se o encontro decisivo com Blake Edwards, com quem assinou em "Um Tiro às Escuras" (1964), a sequela de "A Pantera Cor-de-Rosa" (1963) e manteve uma colaboração em "O que fizeste na guerra, paizinho?" (1966), "Peter Gunn, Detective Especial" (1967) e "Querida Lili" (1970).

Também da sua autoria foram os argumentos de "John Goldfarb, Please Come Home!/ Uma Americana num Harém" (1965), adaptado de um livro seu, "Promise Her Anything/ Não lhe Prometa Tudo" (1966) e "Olhos Verdes, Loira e Perigosa" (1969).

No comments: